Tudo que você precisa saber para montar o guarda-roupa do bebê

A chegada de uma criança é sempre motivo de muita alegria, energia positiva e ansiedade. Afinal, é uma nova vida que se inicia. Por isso, nada mais normal do que os pais quererem preparar o quarto e toda a sua decoração o mais rápido possível.

Porém, um detalhe em particular sempre é fonte de muitas dúvidas: o guarda-roupa do bebê. Há quem questione o que não pode faltar, quais os tamanhos corretos, o que comprar para cada estação, etc.

Pensando nisso, preparamos um guia simples e intuitivo com dicas para ajudar você com esse assunto. Acompanhe e anote todas elas!

Quais roupinhas não podem faltar no guarda-roupa do bebê?

As roupinhas do neném são, de longe, o centro das atenções quando o assunto é o guarda-roupa.

Isso acontece, principalmente, pelo medo dos pais em adquirir menos peças que o necessário ou pior: passar dos limites e acabar sobrando produtos. Por esse motivo, a seguir, separamos o que há de mais essencial.

Bodies
Bodie Cupcake Mega Loja do Bebê
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Os bodies são indispensáveis. Afinal, são práticos e fáceis de vestir, priorizam o conforto da criança e ainda são adaptáveis, tanto para climas frios quanto para climas quentes.

A quantidade que você deve ter se resume, geralmente, ao tamanho do bebê. Quando recém-nascido, são necessários 4 bodies de manga longa e 2 de manga curta. Entre 3 a 6 meses, serão 6 do primeiro tipo e 2 do segundo tipo, divididos igualmente entre P e M.

Já a partir dos 7 meses, é válido aumentar para 8 o número de bodies manga longa e 4 o de bodies curtos, além de investir no tamanho G, já que os pequenos crescerão bastante. 

Porém, dependendo da região e da média de temperaturas — sejam elas mais baixas ou mais altas —, é possível aumentar a quantidade de um e diminuir a do outro ou vice-versa. As cores, é claro, ficam ao seu critério!

Macacões

Outra roupinha que não pode faltar é o macacão, ele facilita as trocas de fraldas por ser uma peça única. Não é à toa que é um dos itens mais usados nos primeiros meses de vida da criança.

Outra vantagem dele é que o conforto do bebê é priorizado, seja deitado no berço ou sentado no carrinho, por exemplo.

Quanto aos tamanhos e quantidades, é interessante contar com 6 no tamanho RN, 4 no tamanho P, 4 no tamanho M e 4 no tamanho G.

Mijão

O mijão, por sua vez, é um tipo de calça que pode ser encontrado com ou sem pé, e são de grande valia para esquentar o pequeno e servir como sustentação extra à fralda.

Além disso, é uma peça que pode ser usada tanto como roupa única quanto como base para uma composição com outros itens. Em média, 4 unidades é o ideal.

Sapatinhos

Os sapatinhos, além do aspecto estético, são fundamentais para o período em que o bebê começa a engatinhar — geralmente entre o sexto e o décimo mês.

Por isso, evite exagerar na quantidade de pares, principalmente porque as crianças crescem em um ritmo constante e alguns podem nunca serem usados.

O indicado durante o primeiro semestre de vida são 8 pares de meias antiderrapantes ou 2 pares de pantufinhas, que ajudam a proteger e aquecer o pequeno na medida certa.

Peças específicas para estações do ano

Além das roupas citadas acima, é importante que você esteja atenta às estações do ano e ao clima da sua cidade.

Isso porque, locais com variações climáticas mais frequentes, podem representar um problema à saúde do seu filho, caso ele não esteja devidamente protegido.

Portanto, invista em itens que fornecem uma proteção extra no outono e no inverno, como casaquinhos, gorros e luvas.

Uma sugestão é ter 4 casaquinhos, 2 gorrinhos e 2 pares de luvinhas. Já para amenizar o calor e a incidência dos raios solares no verão, e até mesmo na primavera, tenha no guarda-roupa do bebê, ao menos, 2 bonezinhos e 2 chapeuzinhos.

O que não pode faltar para o berço e para o banho no guarda-roupa do bebê?

Além das roupinhas para o seu filho, é importante pensar em outros produtos que são tão importantes quanto elas e, certamente, serão usadas diariamente no seu lar, como é o caso dos itens para o berço e para o banho.

Por isso, nada de deixá-los para depois, pois você pode acabar esquecendo ou até mesmo não encontrando um modelo igual ao que deseja. Abaixo, listamos os principais.

Toalhas

Investir em, pelo menos, 3 unidades de toalhas é essencial. Assim você sempre estará prevenida e terá uma de reserva, caso as demais estejam molhadas ou sujas, por exemplo.

Porém, é importante escolher versões com capuz, para manter o bebê aquecido após o banho, e que sejam bem felpudas e feitas 100% de algodão, para enxugar a pele do neném com mais facilidade e sem causar atritos.

Mantas

As mantas são peças bastante versáteis. Afinal, podem ser usadas durante passeios ou mesmo dentro de casa. Além disso, são itens que mantém a criança aquecida, principalmente, no durante o inverno. Por isso, vale a pena contar com 2 opções de algodão e 2 de lã para estar preparada para qualquer ocasião.

Mosquiteiro

Os mosquiteiros não se resumem apenas à função de afastar mosquitos, pernilongos e outros insetos que possam picar e causar alguma reação alérgica no bebê.

Eles também são úteis para deixar o berço mais aconchegante, pois ajudam a filtrar a luz e ainda barram rajadas de vento, que podem fazer o pequeno resfriar. Portanto, não abra mão de adquirir um exemplar!

Quais acessórios não podem faltar no guarda-roupa do bebê

Fora o que já citamos, é importante incluir alguns acessórios bastante úteis, tanto para o bebê quanto para você, durante a rotina da família. A seguir damos alguns exemplos.

Babadores

Indicados para a fase em que a criança começa a desenvolver sua dentição e a comer papinhas, os babadores são acessórios muito úteis para evitar uma verdadeira lambança.

Justamente por essa razão, o indicado é contar com vários deles, já que os pequenos fazem várias refeições ao dia e podem sujar uma grande quantidade, em pouco tempo. Por isso, para começar, conte com 10 exemplares.

Fraldas de boca e ombro

Seja para serem usadas pelo bebê, enquanto ele se alimenta, ou em você, durante o período em que ele estiver no seu colo, a fim de evitar manchas em caso dele regurgitar, as fraldas de pano de boca e de ombro são também itens indispensáveis.

O ideal é contar com, no mínimo, 3 versões de cada para garantir que você sempre tenha alguma disponível quando precisar.

Bolsa para passeio

Por fim, mas não menos importante, é fundamental ter uma bolsa para carregar roupinhas, acessórios, chupeta, mamadeira, fraldas, etc.

Ela pode ser, inclusive, aquela pensada para levar tudo o que você precisará na maternidade, por exemplo. É necessário que ela seja reforçada e tenha uma boa quantidade de compartimentos.

Viu como é fácil preparar o guarda-roupa do bebê levando em conta o que é indispensável e, de quebra, evitar exageros, gastos desnecessários e até a inutilização de roupas? Então aproveite e coloque todas as sugestões deste texto em prática!

Gostou das nossas dicas? Então não perca tempo e assine já a nossa newsletter para ficar por dentro de outros temas que envolvem o conforto e bem-estar do seu filho!

Comments (4)

  1. amei as dica já tem um casal de filhos o menino de 14 anos e uma menina de 8 anos já não lembrava de quase nada de roupinhas kkkk. Deus abençoe vcs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This