O que devo fazer para acertar no enxoval de gêmeos?

Se para muitos pais planejar um enxoval de bebê já é sinônimo de dúvidas frequentes, imagine quando são surpreendidos pela notícia de que esperam não apenas um, mas sim dois filhos! “Como acertar no enxoval de gêmeos? Por onde começar a montá-lo? Qual a quantidade mínima para iniciá-lo?” são algumas das perguntas que eles se fazem.

Se você também descobriu que terá uma gravidez múltipla e compartilha dessas mesmas questões, não deixe de acompanhar este post. Aqui, preparamos um guia simples e didático que vai ajudá-lo a se organizar, economizar e evitar erros comuns da melhor forma. Acompanhe!

1. A gravidez de gêmeos

Receber a confirmação de uma gravidez de gêmeos é sempre um misto grande de emoção e surpresa. Afinal, comumente associada à reprodução assistida, a gestação múltipla tem chances reduzidas de acontecer naturalmente em média quatro para cada 1000 nascimentos.

Não é à toa que os pais que descobrem que estão entre esses 0,0004% se sentem verdadeiramente abençoados. São duas vidas sendo concebidas simultaneamente e que vão transformar para melhor a vida do casal, enchendo a casa de muito amor e alegria.

Mas se você pensa que as probabilidades acabam por aí, está enganado. Isso porque ter gêmeos não implica, necessariamente, que eles serão idênticos. Ou seja, aqueles que compartilham das mesmas características físicas. Na realidade, há o dobro de chances deles serem fraternais (também chamados de não idênticos).

Isto é, os aspectos físicos, o sexo e, inclusive, a raça podem variar, nascendo cada qual das crianças com particularidades bem definidas. Curioso, não é? Também não será incomum você se deparar com relatos de mulheres que dão à luz antes do período esperado. Na realidade, é bastante frequente que os pequenos se antecipem e nasçam entre 32 e 37 semanas.

Além desses pontos levantados, uma gravidez dupla requer alguns cuidados especiais para garantir que a gestação ocorra sem dificuldades e com um bom desenvolvimento fetal, como:

Alimentação controlada

A fome vem em dobro, é verdade, mas é preciso ter um bom acompanhamento nutricional e uma dieta seguida à risca para evitar ganho de peso exacerbado e problemas de saúde.

Atividades físicas

Exercitar-se é extremamente recomendado pelos médicos, especialmente para diminuir dores e desconfortos físicos, além de fortalecer a musculatura e estrutura óssea. Entre as atividades mais recomendadas estão a hidroginástica, a ioga e o pilates.

Rotina de descanso

Fora uma boa alimentação e prática de atividades físicas, ter uma rotina de descanso é primordial para a gestante. Assim, diminui-se os níveis de estresse e ansiedade, a fadiga física e mental e a indisposição.

2. A importância do enxoval dos bebês

Quando se pensa no enxoval dos bebês, é comum vir à mente os itens que o compõem, os custos associados a ele, o tempo necessário para planejá-lo… Porém, você já parou para pensar na real importância dele? Afinal, a função do enxoval não se resume a embelezar o quarto ou vestir as crianças da maneira mais charmosa possível. Longe disso!

Cada peça e produto que o integra desempenha um papel primordial na rotina de cuidados dos pequenos, garantindo mais conforto, higiene e segurança para o adequado crescimento e desenvolvimento deles.

Além disso, muitos itens auxiliam em outras atividades, como a alimentação, a hora do banho, os passeios e até a hora do descanso. Momentos que, sem o enxoval, podem se tornar verdadeiros desafios tanto para os pais quanto para os recém-nascidos.

3. Os segredos para planejar um enxoval

Uma vez que você entende a real importância de um enxoval, naturalmente surge aquela preocupação sobre como planejá-lo com o máximo de eficiência possível para atender todas as necessidades dos gêmeos e facilitar a rotina de cuidados deles, não é mesmo? Mas não se preocupe! Nós reunimos algumas dicas práticas e eficientes para ajudá-lo nessa missão. Confira:

Planeje-se levando em conta o chá de bebê

Que planejar-se em relação ao enxoval de gêmeos é fundamental, isso você já sabe. Contudo, uma dica simples e pouco repassada entre os futuros papais é conter-se e esperar pelo chá de bebê.

Como falaremos daqui a pouquinho, esse tipo de evento é uma oportunidade de ganhar desde fraldas e brinquedos até peças de roupas e objetos de uso diário, como o carrinho dos nenéns. Portanto, basta um exercício simples de imaginação para perceber o que pode acontecer caso você compre tudo antes, não é mesmo?

Haverá diversas peças repetidas e, consequentemente, gastos que poderiam ter sido evitados. Por isso, contenha a ansiedade e realize primeiramente o chá de bebê. Depois disso, dedique-se a completar o enxoval com o que falta!

Converse com outros pais de gêmeos

Outra dica bastante útil é conversar com outros casais que tiveram gêmeos. Isso porque nada melhor do que os pais que já viveram (ou vivem) essa experiência no dia a dia para esclarecer suas dúvidas. Eles vão poder indicar, por exemplo:

  • as peças que foram mais usadas com os bebês;

  • produtos que se mostraram desnecessários na rotina de casa;

  • itens que precisaram ser novamente comprados por conta da baixa quantidade inicial; e

  • melhores tecidos para peças de vestuário e roupas de cama, como é o caso dos orgânicos.

Fique atento à estação em que os bebês nascerão

Sim, a estação em que seus filhos vão nascer vai interferir (e muito) na escolha das peças dos três primeiros meses de vida de ambos. Ou seja, não adianta comprar as roupinhas para eles visando apenas a estética delas.

Caso contrário, os pequenos podem sofrer com as baixas ou altas temperaturas e isso, é claro, trazer diversas complicações para o sistema imunológico deles, que ainda está se desenvolvendo. Portanto, faça as contas e veja será no verão, primavera, outono ou inverno. Somente a partir disso, você está liberado para planejar as compras!

4. As dicas para economizar no enxoval

Ao planejar o enxoval de gêmeos, você vai se deparar com uma dúvida recorrente: como economizar, evitando dívidas que podem afetar a nossa renda mensal, sem abrir mão de oferecer o melhor aos meus filhos? Para isso, nós temos algumas dicas simples, mas extremamente eficientes para ajudá-lo nessa missão. Confira:

Comece a poupar cedo

Tão logo você tenha a confirmação da gravidez, converse com seu cônjuge e, juntos, comecem a poupar mensalmente uma quantia pré determinada do salário de ambos. Esse “pé de meia” que vocês farão ao longo da gestação, será de extrema valia para quando os gêmeos nascerem. Afinal, ele poderá ser usado para gastos com:

  • adaptações no lar para deixá-lo mais seguro e confortável para os bebês;

  • compra de remédios e produtos de saúde;

  • aquisição de peças faltantes para o enxoval de gêmeos; e

  • obtenção de cadeirinhas para alimentação, carrinho duplo de bebês etc.

Faça diferentes chás de bebê

O chá de bebê é um costume tradicional que muitos pais fazem questão de manter e, principalmente, realizar. Porém, não são todos que sabem aproveitar essa oportunidade para economizar no enxoval. Isso porque uma grande parcela tende a promover apenas um evento e concentrar a lista de presentes em um único item, como as fraldas.

Não que elas não sejam úteis, porque são, mas você pode ir além desse pedido. Por isso, planeje-se para fazer diferente! Pense em um chá de bebê para os amigos, familiares e conhecidos e outro exclusivo para os colegas de trabalho. A partir disso, monte duas listas bem diversificadas com os agrados que gostaria de ganhar.

Por exemplo, para o primeiro grupo, foque nos itens de higiene, roupas, peças para o berço etc. Já para o segundo, peça fraldas sempre valorizando os tamanhos maiores , brinquedos e itens de decoração para o quarto. Assim, você receberá mimos que englobem todas essas áreas e, consecutivamente, diminuirá os custos com a aquisição desses produtos.

Não se acanhe na hora de pesquisar pelo melhor preço

Assim que você sabe que dois filhos estão chegando, é natural se pegar pensando com frequência nas compras do enxoval. Você imagina as roupinhas, os acessórios de decoração para o quartinho deles, os brinquedos… São tantas opções que muitas vezes dá vontade de comprar tudo, não é verdade?

Porém, é preciso resistir sabiamente a esses impulsos para não sair adquirindo tudo que encontrar e acabar extrapolando os gastos. Tenha em mente que é essencial pesquisar preços e encontrar itens com o melhor custo-benefício para o seu bolso e os seus filhos.

Nessa missão, a internet pode se tornar uma grande aliada, já que dá para você comprar do conforto da sua casa, obter frete grátis, encontrar boas promoções e ofertas e parcelar em até 12 vezes.

Monte uma planilha de acompanhamento de compras

Para muitos, fazer uma planilha para anotar os itens da lista do enxoval de gêmeos (e as respectivas quantidades deles), apontar preços e monitorar o valor ainda disponível para novas aquisições de produtos é um trabalho que não parece nem um pouco interessante.

Por isso, não podemos negar: a verdade é que, sim, essa pode ser uma tarefa cansativa e que toma tempo algo que nem sempre se tem disponível graças à rotina atarefada e cheias de compromissos. Contudo, acredite: essa atividade pode evitar uma série de problemas que você, muitas vezes motivado pela ansiedade e animação da chegada dos filhos, não percebe que está cometendo.

Estamos falando de estourar o orçamento mensal, adquirir dívidas sem necessidade e comprar peças repetidas. Por isso, leve a sério esse exercício e, junto com seu cônjuge, acompanhe todos os gastos que estão sendo feitos!

5. Os erros que você não pode cometer

Além de buscar economizar, você deve redobrar os cuidados ao montar o enxoval de gêmeos para evitar alguns erros que comprometam não apenas o seu orçamento, dificultando assim a ação anterior, mas a funcionalidade desse material tão importante para os cuidados dos bebês. A seguir, nós mostraremos os mais comuns.

Não se atentar aos tamanhos e dar preferência ao RN

Esse é, sem dúvidas, um dos erros mais comuns cometidos pelos pais em grande parte, por conta da ansiedade e falta de informação. Acontece que ao comprarem as roupinhas dos bebês, eles adquirem uma grande quantidade de peças para recém-nascidos (RN), visando a saída da maternidade.

Contudo, nas primeiras dezesseis semanas, os corpos deles vão mudar drasticamente, não apenas quanto ao tamanho, mas também em relação ao peso. Ou seja, tudo o que foi comprado facilmente vai se tornar inutilizável e você necessitará ter mais gastos.

Portanto, nunca se esqueça de que os itens RN devem ser em menor quantidade e em escala gradativa para os tamanhos P e M. Já as roupas com medidas G, você comprará apenas mais pra frente e conforme surgir a necessidade. O mesmo, inclusive, vale para as fraldas. Portanto, bastante atenção!

Planejar grandes estoques com itens G, XG e XXG

Outro erro comum e que já é o extremo oposto do que falamos há pouco, isto é, privilegiar a compra de itens RN, é planejar um estoque de roupas e fraldas com os maiores tamanhos possíveis. Os pais que se deixam levar por esse impulso costumam imaginar que, ao fazer isso, vão evitar gastos no futuro por já terem armazenado tudo o que os bebês vão usar.

A razão disso é que há um parâmetro adotado pelas indústrias de confecções e produtos de higiene que, a partir do nono mês de vida, os pequenos começam a vestir G enquanto a partir dos 18 meses há uma mudança para XG ou mesmo XXG.

A ideia até seria boa se não fosse por um detalhe: esse padrão não é uma regra absoluta. Ou seja, seus filhos podem, sim, acompanhá-la, como também não e tardar a usar essas medidas, chegando ao G apenas perto de dois anos de idade, por exemplo.

Por conta disso, o estoque feito demorará a ser usado e você acabará tendo que recorrer às compras para adquirir tanto novas roupas quanto mais fraldas no tamanho M.

Outro detalhe importante é que caso essa reserva seja muito grande, pra não dizer exagerada, há um risco de apenas parte dela ser efetivamente utilizada e o resto precisar ser doado ou repassada para amigos e parentes que estejam esperando um filho. Portanto, não caia na tentação de cometer esse erro!

Comprar uma série de sapatos  

Que sapatinhos são fofos e dão um charme à parte na produção dos nenéns, disse ninguém duvida. Porém, cuidado para não se deixar levar pelo encanto desses itens e cometer outro erro.

Afinal, esses itens são úteis apenas quando eles começam, de fato, a dar os primeiros passos. Logo, para aquecer os gêmeos e oferecer conforto na medida certa, as meias são as mais indicadas. Além disso, os pés dos seus filhos estarão em constante desenvolvimento.

Isto é, usar sapatinhos e tênis corriqueiramente nos primeiro meses de vida, por exemplo, pode comprimir e afetar a estrutura óssea deles, em especial quando são de tamanho inferior e acabam apertados.

Deixar para preparar o quarto muito próximo ao nascimento

Antes dos bebês nascerem, é importante que o quarto já esteja pronto e o enxoval deles à disposição. Parece uma ideia simples e muito óbvia, não é? Mas acredite: são inúmeros os pais que não levam isso à risca e deixam para organizá-lo próximo à data prevista para o nascimento.

O grande problema nisso está no fato de que muitos cômodos necessitam de alterações estruturais, como troca de revestimentos, pintura e reforma para adequação da fiação ou ventilação do ambiente. Mudanças essas que, além de dispendiosas, levam tempo.

Para agravar a situação, como mostramos anteriormente, muitas gestantes de gêmeos dão à luz antes do tempo previsto. Ou seja, eles podem vir ao mundo e o quarto ainda não estar pronto. Algo que não dá pra acontecer, não é mesmo?

Por isso, a partir dos quatro meses de gestação, inicie as eventuais obras e adequações na casa tendo como prazo máximo para conclusão até a 28ª semana de gravidez.

6. A lista completa para enxoval de gêmeos

Depois de ler sobre a importância do enxoval, como planejá-lo, o que fazer para economizar ao montá-lo e os erros que não devem ser cometidos durante esse processo, chegou a hora de falarmos sobre o que não pode faltar nele.

Afinal, esse é um dos mais importantes aspectos e que, mesmo assim, poucos abordam a fundo. Logo, quem não sabe por onde começar acaba adquirindo itens desnecessários, tendo gastos acima do esperado e deixando muita coisa útil de fora o que vai afetar negativamente o dia a dia de cuidados dos bebês.

Portanto, chega de mistério! Pegue papel e caneta e anote quais são os produtos para o enxoval de gêmeos. Mas antes, uma observação: fique atento às nossas indicações sobre o que será, de fato, em quantidade duplicada, pois nem sempre a regra do “dois bebês, duas peças” é válido. Dito isso, vamos à lista completa:

Roupas

Começamos pelas roupas que, certamente, serão os itens mais usados. Aqui, é fundamental ter em mente alguns pontos importantes. Para começar, procure adquirir, como já dissemos, o mínimo de peças PP, já que nas primeiras semanas de vida os bebês crescem rapidamente e elas podem se perder.

Além disso, nada de comprar um número “x” de roupas e tentar revezá-las entre os recém-nascidos. Essa é uma ideia que apenas lhe trará dor de cabeça! É necessário, sim, pensar em um número e depois dobrá-lo. Abaixo, nós trazemos sugestões de quantidade mínima para dividir entre ambos os gêmeos. Veja:

Dica extra: caso more em uma região onde as temperaturas costumam ser baixas, priorize a aquisição de peças para o frio (com revestimento interno, por exemplo), em especial no outono e no inverno. Assim, é possível investir em sobreposições para manter os pequenos aquecidos e menos propensos a desenvolver doenças!

Itens de higiene

Passando aos itens higiene, aqui serão alocados os produtos para a hora do banho, troca de fraldas e afins. Contudo, não é necessário comprá-los sempre em dobro. Na realidade, o indicado é ter, pelo menos, uma quantidade que sirva para as três primeiras semanas das crianças em casa.

Dessa forma, você evitar ser pego desprevenido nesses primeiros dias de adaptação à nova rotina. Além disso, bastará repor, com o tempo, os itens que acabarem. São eles:

  • pacote de lenços umedecidos;

  • pacote de algodão;

  • pacote de cotonetes;

  • álcool em gel;

  • fraldas descartáveis;

  • shampoo e sabonete líquido; e

  • pomada contra assadura.

Já os produtos abaixo são aqueles que precisarão ser comprados apenas uma vez e, sendo bem conservados e armazenados, terão uma ótima durabilidade e serventia:

  • cortador de unhas;

  • dedeiras (uma para cada bebê); e

  • escova de cabelo.

Extras de berço, cadeirinha de alimentação e banho

Fora os itens de higiene e as roupas, você também deve pensar em peças extras que serão usadas no berço, para proporcionar mais conforto e aconchego, durante o banho, para secar adequadamente os menores, e enquanto os gêmeos se alimentam, para evitar verdadeiras lambanças e mais trabalho lavando os itens de vestuário.

A quantidade mínima sugerida para dividir entre os irmãos é:

  • 6 toalhas (de corpo e com capuz);

  • 4 toalhas (de rosto);

  • 6 mantas (duas reservas para os carrinhos dos bebês);

  • 4 cobertores;

  • 2 mosquiteiros (um para cada berço);

  • 6 jogos completos de berço (com fronha, lençóis e colchas);

  • 10 babadores; e

  • 6 fraldas de pano.

Móveis para o quarto

Para finalizar, é essencial saber como organizar todos os itens já citados, não é verdade? E como o quarto dos gêmeos precisará ter uma boa circulação de ar, iluminação e espaço, deve-se pensar numa mobília enxuta e funcional. Portanto, inclua apenas os seguintes móveis:

  • 2 berços;

  • 1 poltrona de amamentação;

  • 2 cômodas (uma para cada bebê); e

  • 2 trocadores (podem ficar sobre a superfície das cômodas).

Dica extra: a quantidade de prateleiras e nichos, que exploram as paredes e liberam mais espaço no quarto, fica ao seu critério. Portanto, utilize-as sem medo!

Depois de ler este guia, será muito mais fácil e seguro acertar na escolha do enxoval de gêmeos. Por isso, anote nossas sugestões e não deixe de colocar as dicas que apresentamos ao longo deste post para não apenas economizar, como evitar erros ao montá-lo! Aproveite e conta pra gente: quais são suas expectativas com essa gravidez múltipla?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This