Móbile para bebê: tire aqui suas dúvidas

Quem não se encanta com o colorido e o encanto dos acessórios para as crianças, não é? O universo infantil é recheado de artigos para encher os olhos, principalmente dos pais. Por conta disso, nem mesmo os adultos resistem ao balançar quase que hipnotizante de um móbile para bebê.

Todas as mamães e papais aguardam ansiosamente a chegada do seu filho e querem, principalmente antes do nascimento, planejar tudo de modo a dar todo o conforto necessário para o novo bebê.

Entre os cuidados, está o de se atentar para os detalhes, e entre eles, o móbile é importante, pois será o primeiro “brinquedo” a que seu filho terá contato.

E não é de hoje que o acessório faz sucesso, mas sim, desde o seu próprio nascimento. O objeto foi inventado por Alexander Calder, um norte-americano nascido em 1898, em Lawton, na Pensilvânia, nos Estados Unidos, filho de um escultor e uma pintora.

Incentivado pela atividade da família, Calder também era escultor e, mais tarde, formou-se em engenharia, trabalhando como engenheiro hidráulico e, depois, em empresas do ramo automotivo. No entanto, a sua paixão de infância fez com que retornasse às raízes.

Era fascinado pela arte e queria agregá-la ao movimento. Foi então, em 1932, que produziu suas primeiras esculturas em forma de móbile. Um de seus móbiles mais famosos está instalado no aeroporto JFK, em Nova York. Depois disso, a arte de Calder foi transposta para outras áreas, inclusive para o mercado infantil. Daí a origem dos móbiles para bebês.

Com isso, quando os pais planejam o quartinho da fofurinha que está por vir, inevitavelmente pensam nos objetos que farão parte do dormitório, e o móbile no berço é perfeito para aquele toque infantil à decoração.

Hoje em dia o mercado baby oferece uma infinidade de modelos e atividades nos móbiles. São diversos temas, desenhos, texturas e funcionalidades. Algumas marcas oferecem acessórios que, além da música e do movimento dos brinquedos, projetam a luz para cima, imitando estrelas, para que fique ligado durante a noite.

Ou seja, em uma pesquisa rápida na internet, você já terá uma ideia da profusão de peças, das artesanais, estáticas e feitas à mão, às high tech, com controle das funções inclusive pelo celular.

Mas não é só isso. Além de deixar tudo mais bonito e lúdico, o móbile tem uma função sensorial importantíssima para o bebê nos primeiros meses de vida.

1. Conheça a importância do móbile para bebê

Desde o nascimento, a criança recebe diversos estímulos, que serão aprimorados conforme o crescimento dela. Os móbiles podem ser interessantes para ajudar no desenvolvimento dos sentidos, pois envolvem diretamente a visão e a audição em um primeiro momento.

Logo que nascem, os bebês ainda não têm um campo visual bem definido e amplo e, segundo estudos, enxergam inicialmente sem foco.

Os móbiles estimulam a visão pois, geralmente, são feitos em cores vívidas, que despertam o interesse e a curiosidade do bebê.

Além disso, eles começam a ter uma percepção de espaço tridimensional, ao perceber, com o movimento dos brinquedos, que o objeto tem várias faces.

No entanto, alguns pediatras recomendam que, pelo menos nos primeiros cinco meses do bebê, sejam evitadas profusões de cores que não haja estímulo excessivo ao bebê nesta fase da vida. Cores neutras, neste caso, ou de tons claros, podem ser as escolhas indicadas.

Após, a indicação é de móbiles de cores mais acentuadas e até mesmo com luzes. Nesta fase, o bebê já está com a visão mais apurada e achará uma diversão observar as cores!

Com a audição ocorre o mesmo. A música, que já estimulava o bebê ainda na barriga da mãe, tem uma função cognitiva importante nesta face inicial de desenvolvimento.

Dê preferência a móbiles com músicas suaves, de ninar, que, além melhorar o desempenho auditivo do bebê, dá a ele a sensação de tranquilidade e segurança.

Muitos pais recorrem aos móbiles na hora de dormir, pois o efeito das cores, misturado com a música que acalenta, tem efeito quase que sonífero para os bebês. E para alguns pais também!

Já para que o móbile possa estimular o tato, é preciso esperar um pouco mais, quando o bebê já tiver pelo menos cinco meses, quando o desenvolvimento natural desperta a curiosidade deles por tocar os objetos.

Nesta fase, o interesse por formas e texturas começa a aumentar, fazendo com que o bebê tente agarrar os objetos do móbile que, a essa altura, já é um objeto natural para ele, conhecido desde os primeiros dias de vida da criança.

É nesta fase também que o desenvolvimento motor começa a ficar mais refinado, quando o bebê começa a ter o reflexo de pegar o objeto que lhe chama a atenção.

No entanto, é preciso ter alguns cuidados para acertar na escolha pois, além de bonito e funcional, o objeto deve ser completamente seguro para a criança, como veremos a seguir.

2. Saiba como acertar no móbile para berço do bebê

Quando as mamães e papais saem em busca de um móbile para o seu bebê, geralmente o fazem antes mesmo do nascimento e o escolhem de acordo com os objetos que decoram o quarto do bebê.

Como a diversidade de acessórios desta linha é imensa, bate aquela dúvida do que comprar e que vá, de fato, auxiliar o seu filho no desenvolvimento global a que se destina o brinquedo – visual, auditivo, tátil e motor –, sem abrir mão do tema escolhido pelos pais para a chegada da criança.

Há alguns pontos importantes a serem considerados e, com um pouco de paciência e pesquisa, é possível encontrar os móbiles que se encaixarão perfeitamente nos seus desejos!

Alguns cuidados são indispensáveis para evitar que o bebê, principalmente, se machuque com o móbile. Por conta disso, algumas orientações são essenciais na hora da decisão do que comprar, para evitar algum contratempo ou que a peça caia em desuso porque você percebeu, depois da compra, que o objeto não atende as suas necessidades e as do bebê.

Para não errar na compra, fique atenta a algumas dicas e pontos importantes para a segurança da criança ao manipular os móbiles.

  • Procure, inicialmente, móbiles de tonalidades mais claras para evitar que o bebê tenha excesso de informações, o que pode confundi-lo.
  • Nos primeiros dias, se o móbile tiver luzes, evite acendê-las, pois, em vez de acalmar o bebê, você vai estimulá-lo ainda mais.
  • Dê preferência para móbiles com significados simples. Ursinhos, bolas, peixes, pipas, entre outros, funcionam bem. O tema pode ser escolhido para combinar com o resto do quartinho, mas é preciso atribuir um significado lógico ao que será mostrado ao bebê. Você pode ser fã de Star Wars, por exemplo, mas um móbile com personagens do filme não faria sentido ao bebê, não é mesmo?
  • Tenha cuidado com o tamanho do acessório pois, por mais firme que seja o local onde ele está, sempre há o perigo de queda e, consequentemente, o risco de que o bebê se machuque, principalmente quando eles ainda não têm o reflexo de se proteger com as mãos ou desviar do objeto.
  • Procure móbiles com a certificação do Instituto de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), que é o órgão federal responsável por fiscalizar a qualidade e a periculosidade dos produtos. Os que tiverem o selo da instituição, passaram por rigorosos testes antes da venda daquele produto ser autorizada, ou seja, é mais uma garantia de segurança para o seu bebê.
  • Atenção também para a altura que o móbile ficará em relação ao bebê. Inicialmente, ele pode ficar mais pertinho, para que o bebê acompanhe e enxergue bem as figuras mas, quando ele começar a pegar com as mãos, a altura deve ser reposicionada a fim de que ele não consiga puxar a ponto de fazer com que o móbile caia sobre ele ou, pior, que ao puxar o móbile, ele perca o equilíbrio e se bata ou caia do berço. Com criança, você sabe, todo cuidado é pouco.

Com esses cuidados, com certeza você escolherá o móbile perfeito para o seu bebê! Além dessas dicas, uma muito valiosa: confie na sua intuição. Se ao analisar o produto, você identificar algum tipo de problema futuro, procure um pouco mais. Você pode ser mãe de primeira viagem e nunca ter ouvido falar de todo este aparato para o bebê, mas certamente uma “vozinha” vai “alertá-la” para possíveis perigos. Confie no seu sexto sentido.

3. Aprenda a fazer um lindo móbile para berço

Como dito anteriormente, é possível encontrar no mercado uma infinidade de modelos de móbiles para bebês, de diferentes tamanhos e estilos, mas você já pensou em criar um todo especial para o seu filho? Aquele cheio de afeto feito por você?

Hoje em dia, há diversos tutoriais na internet para ajudá-la, inclusive com vídeos que mostram o passo a passo da produção, do início ao fim do processo.

Tendo com você os materiais certos, é só colocar a criatividade para funcionar! Seu bebê pode ter um móbile exclusivíssimo feito com todo carinho e amor pela mamãe!

Gostou da ideia? Então mãos à obra para produzir o móbile do jeitinho que você quer! Há diferentes tipos materiais que podem ser usados e ferramentas para você utilizar na composição do acessório, mas todos são de fácil acesso, à venda em lojas especializadas em artesanato ou mesmo em papelarias.

Tudo vai depender do seu senso criativo e, o melhor: gastando muito menos! Com isso, você pode, inclusive, fazer mais de um para combinar com o quartinho do bebê! Você pode ir dos móbiles mais simples, feitos em papel ou EVA, aos mais rebuscados, de tecido.

Para te ajudar nesta tarefa, veja a seguir o passo a passo de um móbile simples para você se inspirar! Claro que, a partir dele, você pode (e deve!) fazer a sua própria criação, deixando o acessório do jeitinho que você quer!

Pode ter certeza que o bebê vai adorar e você terá história para contar a ele quando crescer, de como você fez aquele presente todo especial para ele!

Vamos lá?

Móbile de nuvens e chuva colorida

Materiais

  • EVA branco para as nuvens e colorido para as gotas de chuva
  • Cola quente
  • Cartolina branca
  • Lápis
  • Tesoura
  • Barbante
  • Um bastidor
  • Dois fios de arame
  • Fitas de seda (uma mais larga e uma mais fininha)

Passo a passo

  • Em uma cartolina, desenhe nuvens de diferentes tamanhos. Desenhe também as gotas de chuva.
  • Recorte com a tesoura. Isso servirá de molde para que você trabalhe o EVA.
  • Recorte os EVAs brancos no formato desenhado das nuvens e a chuva faça das demais cores escolhidas. Sempre faça dois de cada.
  • Fure o bastidor em 4 pontos equidistantes.
  • Coloque os fios de arame nos furos do bastidor, de modo que formem um X. Prenda as pontas enrolando o arame.
  • Enrole o bastidor e os arames com as fitas de seda. Esta será a base do móbile.
  • Em seguida, com as fitas de seda menores, em uma das pontas, faça um “sanduíche” com o EVA cortado em duplas e cole com a cola quente as duas figuras na fita, de modo a formar um pendente. Repita o procedimento com as demais nuvens e gotas de chuva. Faça com fitas em diferentes tamanhos, para que o móbile tenha mais de uma altura de figura.
  • Na outra extremidade da fita, faça laços para os pendurar à base.
  • Faça quantas figuras achar necessárias para compor o seu móbile.
  • Para finalizar, prenda com laços ou cola 4 fitas de seda largas para que sirvam de suporte para toda a composição e onde você pendurará no berço.
  • Este móbile serve para meninos ou meninas se for todo colorido, mas você pode adaptá-lo para rosa ou azul para as gotas de chuva, ou mesmo para a cor do quartinho do bebê.

Uma dica muito importante: teste o seu novo móbile para saber se ele está com todas as partes bem presas à estrutura e se o local escolhido para que o móbile seja instalado não oferece perigo à criança e não caia em cima dela.

Mas nem só de berço vive o bebê, não é mesmo? Então engana-se quem acha que o móbile serve apenas para a caminha da casa. Há versões para passeio, como veremos a seguir.

4. Descubra os cuidados com móbile para bebê conforto

Engana-se quem pensa que o móbile é um objeto exclusivo para o berço. Além dele, o móbile tem versões para passeio e podem ser acoplados aos carrinhos ou ainda no bebê conforto.

Menores do que os móbiles de berço, os próprios para transporte são, geralmente, feito de materiais mais leves e ficam mais em contato com o bebê do que no berço.

Assim como os móbiles da cama, os de carrinhos e bebê conforto podem ser encontrados em diversos modelos e opções temáticas. Todas elas feitas de maneira a incentivar a ludicidade, explorando o universo infantil.

Geralmente possuem cores vívidas e alguns fazem barulho com guizos ou o bater de bolinhas dentro das figuras, imitando um chocalho.

Podem ser presos nas laterais do bebê conforto, ficando no raio de visão da criança, que tem a oportunidade de manipulá-los, o que ajuda no desenvolvimento do tato, diferenciando com as mãos diferentes formas e texturas.

Eles podem, ainda, ser apenas um cordão, preso apenas por uma das pontas no bebê conforto. Mas a sensação do momento entre as mamães são os móbiles em espiral, que ficam enrolados na alça do bebê conforto e os brinquedinhos ficam suspensos como se estivessem caindo do espiral.

Pela forma, a maioria dos móbiles deste modelo tem a fauna como tema, pois, pelo formato, o espiral representa bem centopeias, por exemplo.

No entanto, justamente por causa desse contato mais intenso com o brinquedo, é preciso tomar alguns cuidados na escolha para evitar que o bebê se machuque, o que pode acontecer com um simples arranhão, por conta da sua pele tão delicada.

Para isso, confira alguns cuidados que precisam da sua atenção na hora de comprar um móbile para carrinho ou bebê conforto!

  • Procure por móbiles de materiais leves que, se caírem em cima do bebê, não corram o risco de provocar ferimentos mais sérios.
  • Se possível, dê preferência para aqueles laváveis, pois os bebês podem estar com as mãos sujas (da papinha ou da frutinha, por exemplo), e brincar logo em seguida, ou seja, restos de alimentos podem ficar no brinquedo, o que pode ser prejudicial ao bebê se o objeto não passar por uma limpeza imediata. Se o móbile for de tecido, só passar um paninho não resolve. Neste caso, o correto seria lavar a peça. Portanto, se as partes do móbile forem removíveis, será mais fácil de limpar. Os de plástico geralmente são mais utilizados em carrinhos e em bebês conforto.
  • Preste atenção a possíveis peças pequenas que podem soltar do móbile. É natural que a criança leve tudo à boca, ainda mais se a peça for colorida, um convite à experimentação. Por conta disso, escolha móbiles que não contenham essas peças e certifique-se de que tudo é corretamente preso às hastes, para evitar um possível sufocamento provocado por peças menores.
  • Não esqueça de verificar se as presilhas do móbile não oferecem risco de beliscar o bebê caso elas se soltem de algum ponto.

Com alguns cuidados, você certamente encontrará o móbile perfeito para o seu bebê e que vai deixar o transporte do seu filho muito mais animado e divertido, além de lindo!

5. Aprenda a fazer móbile para bebê conforto

Sabia que, assim como os móbiles de berço, você pode produzir também um para passeio? Para te ajudar, aprenda agora a fazer um modelo simples mas, se você se sentir segura, poderá incrementar para deixar o móbile ainda mais especial e personalizado! Então, vamos nessa!

Móbile de balões para bebê conforto

Materiais

  • Feltro colorido
  • Linha de costura e de bordado das cores escolhidas para os feltros
  • Agulha
  • Tesoura
  • Enchimento ou algodão
  • Fitas de seda, de preferência uma que combine com as cores dos balões
  • Argolas de cortina (pequenas).

Passo a passo

  • Faça o molde para o balão em uma cartolina do tamanho que você gostaria que eles ficassem. Há diversos moldes na internet que você pode copiar.
  • Comece produzindo os balões de feltro. Recorte as peças de modo que mais de uma cor seja utilizada. Corte quatro partes em gomos em cores alternadas até que forme a superfície do balão arredondada e bidimensional. Una os feltros com linha da cor de onde você estará costurando. Se preferir, use a linha da cor contrária. Feita a primeira parte do balão, faça a segunda parte igual.
  • Costure as duas partes em todo o entorno do balão, exceto na ponta inferior, onde vai a cestinha.
  • É hora de colocar o enchimento ou algodão para que o balão fique com forma arredondada.
  • Faça o molde da cestinha do balão. Recorte o feltro e o costure na parte inferior do balão.
  • A quantidade de balões depende de você, mas o ideal é que não ultrapasse quatro unidades, pois, caso contrário, o móbile fica muito carregado.
  • Com as fitas de seda mais fininhas, prenda cada um dos balões na fita mais larga, fazendo o acabamento com laços.
  • Nas pontas da fita, prenda também com um laço nas argolas de cortina.
  • Por fim, com outro pedaço de fita, faça mais um laço na argola e deixe a ponta solta, pois ela é que prenderá o móbile na haste do bebê conforto.

Prontinho!

Assim como o móbile de berço, teste o brinquedo sem o bebê acomodado, para ver se o acessório é seguro para ele ou se alguma peça pode se soltar da estrutura.

Viu que tarefa mais deliciosa é escolher o móbile de bebê para o bercinho do seu filho e para os passeios? É diversão garantida para os pais e para as crianças, tão ávidas e curiosas desde os primeiros dias de vida.

Agora que você sabe tudo sobre o assunto e os cuidados de segurança que precisam ser considerados (beleza não é tudo!), é hora de sair à procura do acessório perfeito para a sua família e para o novo bebê, que será recebido com muito amor e afeto, emanados mesmo antes do nascimento, na preparação da sua chegada.

Gostou das dicas? Então deixe um comentário no post e conte sua experiência de procura do móbile ou como você fez, de maneira artesanal, este mimo para o bebê!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This