Confira 3 dicas imperdíveis de como montar o quarto do bebê

Ter um filho é um misto de emoções que marca uma nova etapa em sua vida. Por isso, nada mais natural do que adaptar não apenas a sua rotina, mas também a sua casa. Não é delicioso viver essa espera pensando no quarto do bebê?

Afinal, você e o pequeno precisam de um espaço exclusivo que seja funcional e que contenha todos os acessórios, produtos e peças do vestuário para que o cuidado se torne mais tranquilo. Mas, como você já deve saber, essa não é uma tarefa tão fácil e sempre deixa muitos pais em dúvidas  especialmente na hora de montar o quartinho.

Por essa razão, reunimos 3 dicas simples, eficazes e imperdíveis que resumem, sem delongas, tudo o que você precisa saber para planejar o ambiente sem erros. Acompanhe!

1. Quando começar a decorar o quarto do bebê

Passado o primeiro trimestre de gestação, que é o momento mais delicado da gravidez, muitos pais já começam a preparar o quarto do bebê.

Contudo, uma grande parcela deles não define um cronograma com as etapas a serem seguidas nesse processo e acabam lidando com atrasos ou então com inúmeros problemas, como falta de móveis e acessórios.

Abaixo, nós mostramos como deve ser o seu planejamento para evitar possíveis transtornos mais a frente.

Entre o 3º e o 4º mês

Para começar, tenha em mente as reformas estruturais do local, como iluminação, tomadas e interruptores, revestimentos das paredes e o piso.

Isso porque essa fase costuma contar com imprevistos, poeira, material de construção e mão de obra, principalmente em casos em que os reparos ou mudanças são muito específicas e demandam conhecimento técnico.

Entre o 5º e o 6º mês

Uma vez concluído o espaço físico do quarto do bebê é hora do próximo passo: pesquisar pela mobília que fará parte dele.

Aqui você deve levar em consideração a paleta de cores, tamanho e funcionalidade de cada móvel, em especial o berço, para criar um ambiente seguro, com qualidade e que se equilibre visualmente. 

Além disso, você também incluirá alguns acessórios de decoração, como cortinas e tapetes, durante esse período.

Entre o 7º e o 8º mês

Na última parte do cronograma você centrará sua atenção nos itens que vão compor o cômodo e que são indispensáveis no enxoval do seu filho.

Peças de cama e banho, vestuário e produtos de higiene e saúde são alguns exemplos. Feito isso, é só curtir a decoração e esperar pela hora do parto.

2. Quais móveis não podem faltar

Um dos erros mais cometidos pelos pais é o exagero na quantidade de móveis. Não que você tenha que limitar suas escolhas, pelo contrário, trata-se de optar por um mobiliário que seja multifuncional e otimize o espaço.

Afinal, se você abarrotá-lo com muitas coisas ele se tornará menos ventilado, acumulará mais poeira e facilmente ficará desorganizado.

Sem falar que esse excesso diminui a área de circulação e isso faz com que você esbarre com frequência na mobília e possa até mesmo se machucar e pôr a integridade do neném em risco quando ele estiver em seus braços.

Então quais móveis são, de fato, indispensáveis? A resposta se resume a uma tríade: berço, cômoda e poltrona. A seguir você entende o porquê.

Cômoda

Ao contrário do que você possa imaginar, um armário grande não é uma boa opção para o quarto do bebê. Isso porque as roupinhas dele são pequenas e em quantidade bem inferior a de um adulto, por exemplo.

Por esse motivo, uma cômoda com gavetas é o suficiente para guardar utensílios, peças de vestuário e demais itens. A base dela, inclusive, pode servir para você colocar o trocador.

Berço

O berço é, sem dúvidas, o principal móvel do quarto. Afinal, é nele que o seu filho dormirá diariamente. Além disso, ele tem uma grande importância para o conforto e a segurança do recém-nascido, pois conta com diferentes modelos de colchões e grades ou telas de proteção.

Algumas versões também possuem rodinhas para permitir a movimentação do berço para outros espaços e facilitar sua higienização quando necessário.

Poltrona

A poltrona é outra peça de extrema utilidade na rotina e não pode faltar. Ela torna a amamentação muito mais cômoda para as mamães enquanto elas seguram os pequenos em seus braços, pois oferece um apoio extra nesses momentos. Evitando, dessa forma, dores nas costas, especialmente na região lombar.

Dicas sobre o posicionamento da mobília

Ao comprar a mobília, esteja atento à sua disposição no quarto. O berço, por exemplo, deve ser colocado longe de janelas ou objetos que possam oferecer risco ao recém-nascido. Já a cômoda não pode estar próxima à portas.

Caso você opte por usar o trocador sobre a cômoda, evite montá-la em locais de muita ventilação, pois o bebê poderá ficar resfriado enquanto estiver sendo trocado. Por fim, a poltrona deve ser posicionada em um área de fácil locomoção e próxima ao berço para facilitar a retirada do neném para amamentá-lo.

3. Quais itens são indispensáveis no cômodo

Nossa terceira e última dica se refere aos acessórios que serão usados durante a rotina de cuidados e que fazem parte do enxoval do bebê.

É preciso que você monte uma lista com todos os itens para evitar esquecimentos e também não cometer excessos, já que, especialmente em relação ao vestuário, podem ocorrer perdas de peças devido ao crescimento do seu filho e seu respectivo tamanho.

Para começar, inclua o kit maternidade que será usado no hospital no pós-parto. Depois, é hora de preparar o kit berço e o kit higiene.

Para o primeiro, itens como jogos de lençol, cobertores, protetores de colchão e mosquiteiros são alguns exemplos que garantirão o conforto do neném.

Já para o segundo, é importante ter uma banheira, fraldas de pano e descartáveis, cesto para roupinhas sujas, lixeira, creme contra assaduras, shampoos hipoalergênicos, toalhas e lenços umedecidos.

Agora você já sabe como planejar o quarto do bebê e deixá-lo otimizado para a rotina de cuidados dele, não é mesmo? Leia e releia nossas dicas quantas vezes for necessário e coloque-as em prática para deixar sua casa preparada para o seu filho e, assim, evitar dores de cabeça no futuro!

Se você gostou das dicas, aproveite para assinar nossa newsletter e receber outras sugestões e assuntos importantes sobre o universo infantil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This